Olá pessoal.
Hoje vamos continuar nossa viagem cultural.
Como disse anteriormente, eu fiz esta viagem em um final de semana, começamos nossa viagem saindo de NYC, sábado as 7:00 da manhã.
Primeira parada: NYC x Philadelphia
Tempo ⏱ : 2 horas,
Saímos da Philadelphia e seguimos para os Amish.
Segunda parada: Philadelphia x Amish
Tempo ⏱ : 1:30 horas

Quem são os Amish…
Eles pertencem a um grupo religioso famoso por serem extremamente conservadores, os membros costumam formar comunidades fechadas nas quais o uso de tecnologias como automóveis, equipamentos eletrônicos e até mesmo telefones é bastante restrito.
Outra característica marcante a respeito dos Amish é a forma como eles se vestem: os homens trajam chapéus e ternos, e as mulheres, vestidos longos e austeros e um capuz cobrindo a cabeça.
O termo “Amish” surgiu a partir do nome Jakob Amman, que foi um suíço anabatista, ou seja, defensor de um braço radical da Reforma Protestante da Igreja Mennonita, que lutou fervorosamente para que a Bíblia fosse interpretada de forma literal. Por conta de sua influência, houve uma ruptura entre os radicais, e os seguidores de Amman ficaram conhecidos como Amish.
Os Amish se batizam entre os 18 e os 22 anos de idade e, só depois disso, eles podem se casar, e apenas com membros de sua própria igreja, evidentemente.
Os Amish começaram a chegar aos EUA no início do século 18 e, em um primeiro momento, se estabeleceram na Pensilvânia. Hoje em dia, existem comunidades em mais de 28 — dos 50 — estados norte-americanos e no Canadá, e seus integrantes somam mais de 300 mil pessoas.

Amish Country em Lancaster
Podemos curtir a belíssima paisagem rural pelo caminho, com uma enorme quantidade de ranchos e celeiros cercados por muitos campos de trigo, aveia e cevada.  E o milho sendo plantado para a colheita de outono.

Uma das coisas que logo nos chamaram a atenção foram as várias carroças e placas avisando o trânsito das mesmas que encontramos ao longo do caminho. Além disso outra coisa que aguçou nossa curiosidade foi ver este pessoal vestido de uma forma totalmente diferente daquela que estamos acostumados.  

É no mínimo estranho pensar que estamos nos Estados Unidos em pleno século XXI, a poucas horas de carro de Nova York e Washington que, exista uma comunidade rural de mais de 45 mil pessoas com hábitos e costumes tão conservadores, como por exemplo o uso restrito da tecnologia, como eletricidade, telefones e carros. Ou seja, esta comunidade mantém um estilo de vida semelhante àquele que viviam no século XVIII.

Mercado de Lancaster
Ali quase ao lado deste histórico mercado, fica o Museu Amish de Lancaster que explica um pouco mais sobre esta comunidade tão singular que até hojé foi capaz de manter um estilo de vida do século XVIII em pleno século XXI, o que cá entre nós é incrível!

Intercourse, Bird in the Hand e New Holland.
A paisagem deste passeio é super rural e por um momento você parece estar entrando em um outro mundo ou melhor fazendo uma verdadeira viagem no tempo.
Uma das melhores partes deste passeio são os quitutes culinários preparados pelas famílias Amish, alimentos estes baseado em carnes e vegetais frescos da própria fazenda, acompanhados por doces, geléias e pães caseiros. Em que tudo é orgânico.
A comida é preparada em fogões a lenha, que conferem um sabor todo especial à comida. Nenhuma casa pode ter telefone, embora hoje uma decisão dos bispos tenha permitido seu uso, desde que estejam instalados em cabines distantes algo como 50 metros das residências.
O artesanato é um capitulo à parte, e neste quesito podemos observar o capricho “germânico”das coisas. Um lugar em que você ainda pode encontrar produtos feitos nos EUA. Obviamente com reflexo nos preços.
Por falar em artesanato em madeira, as caixas de correio e casinhas de passarinhos são um capricho à parte. Dava vontade de comprar tudo.
Outra atração da região são suas famosas pontes cobertas, se não me engano nesta região são cerca de 22, obviamente não vimos todas, mas acho elas uma graça.

Obs:
O filme “A Testemunha” com Harrison Ford que tem como pano de fundo uma comunidade amish do condado de Lancaster.  Por sinal o filme de 1985 foi todo rodado em Intercourse.

Semana que vem vou contar mais sobre o resto da viagem…