Olá pessoal.
Hoje vamos fazer uma viagem diferente nossa viagem de hoje será cultural.
Vamos passar por Philadelphia no estado da Pensilvânia, vamos conhecer a cultura dos Amish também na Pensilvânia, e depois vamos até Washington, D.C.
Eu fiz esta viagem em um final de semana, começamos nossa viagem saindo de NYC, sábado as 7:00 da manhã.
Primeira parada… NYC x Philadelphia
Tempo ⏱ : 2 horas;
Philadelphia:

  1. Independence Hall
    O Independence Hall foi a sede do debate e assinatura de 2 importantes eventos na história da democracia na América: a declaração de independência dos Estados Unidos em 1776 e a promulgação da constituição americana no ano seguinte. É denominado pelos americanos como the birthplace of America.
    Foi ali que se reuniram os primeiros deputados e senadores da incipiente república americana. Por sua relevância histórica, foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco.
    Como visitar o prédio por dentro: a visitação interna do Independence Hall é gratuita. Mas o que complica um pouco é que ela é uma visitação guiada – acontece em tours com hora marcada. Para quem visitar entre março e dezembro, para fazer esse tour é necessário antes pegar um “ingresso” no Independence Visitor Center (prédio vizinho) – esse “ingresso” vai dizer qual o horário do seu tour (para os meses de janeiro e fevereiro esse procedimento não é necessário). Há também a opção de reservar um horário antecipadamente pelo site oficial do Independence Hall, custa apenas US$1,50
  2. Sino da liberdade / Liberty Bell
    O sino da Liberdade está exposto dentro do Independence Hall. Segundo os americanos, seu mais importante toque aconteceu no dia em que convocou os cidadãos da Philadelphia para a leitura da declaração da independência dos EUA – é a versão deles do nosso “grito do Ipiranga”!
    Entrada: gratuita;
    Horários: fica aberto das 09:00 às 17:00h. 
    03.Rocky Steps (Escadaria do filme Rocky) e Philadelphia Museum of Art.
    É outra importante atração turística na Filadélfia. Além da bela fachada, que lembra  o Partenon grego, tem uma boa coleção de obras renascentistas, impressionistas/pós impressionistas (Paul Cézanne, Van Gogh, Édouard Manet, Claude Monet, Renoir, Degas, etc), além de arte moderna e americana.
    Devido à falta de tempo, não conseguimos visitar o museu por dentro. Mas visitamos sua parte externa, e fomos lá conferir os Rocky Steps – a famosa escadaria em frente ao museu e que apareceu em diversos filmes do personagem Rocky Balboa, interpretado por Sylvester Stallone:
    A vista lá de cima da escadaria é de fato muito bonita, igualzinha à do filme.
    Na base da escadaria está exposta uma estátua enorme do Rocky Balboa, doada à cidade pelo próprio Stallone.
    Eu vou contar esta viagem para vocês em etapas… vou colocar aqui outros pontos turísticos se você quiser passar o dia todo na Philadelphia.
    Eu não consegui fazer todos, mas já está na minha lista para voltar e fazer.
  • Memorial Hall e o Please Touch Museum (Sabia que até Dom Pedro II já esteve neste prédio?!)
  • Reading Terminal Market
  • Basílica de Saint Peter and Paul
  • Logan Square / Logan Circle
  • Love Park e Thomas Paine Plaza (praça dos jogos)
  •  City Hall… ( O City Hall abriga a sede do governo da cidade. É um dos prédios históricos (desde 1901) mais bonitos e imponentes da cidade; Sua torre abriga um mirante muito legal, com uma super vista panorâmica da Philadelphia.
  • Casa de Betsy Ross… Nesta casa (supostamente) surgiu a primeira bandeira americana, tecida pela americana Betsy Ross:
  • Christ Church Burial Ground & Benjamin Franklin Museum ( acredite tem varias cidades aqui nos USA 🇺🇸 que tem visitas à cemitério)
  • National Constitution Center e Independence visitor center
    Dicas: O City Hall, Love Park e Thomas Paine Plaza ficam todos muito próximos, então agrupe todos esses passeios em um mesmo período do dia (2 a 3hs são suficientes para fazê-los);
    Em viagens sempre e legal o uso do transporte público para se deslocar entre os atrativos turísticos. Na Philadelphia, no entanto, isso não é tão simples pois nem todas as atrações turísticas da cidade são facilmente acessíveis pela rede de Metrô/trem. Em compensação, a cidade conta com os ônibus hop-on hop-off que te deixam bem na frente do atrativo,achei bem legal.
    Semana que vem vou contar mais sobre o resto da viagem…